Uma difícil vida fácil

                                                                                              Uma difícil vida fácil

 

                                                                                                         Por: Bruno Rocha

 

Apesar de ser taxada comummente de a profissão mais antiga do mundo, e de ter implicações nos planos religiosos e económicos, a prostituição ainda é uma prática socialmente condenável. Os esforços para controlar a prática tendem a se concentrar em torno de dois objectivos contraditórios: a tentativa de confinar a prostituição em uma actividade legal, invertendo a imagem das prostitutas como viciadas ou moralmente corruptas; e o esforço de eliminar a prostituição totalmente, baseada na moral ou na saúde. Vários são os factores que conduzem um indivíduo á prática, embora a possibilidade de abusos sexuais na família figure entre os de maior avaliação de muitos psicólogos. Porém, em muitos casos, é uma opção consciente, motivada várias vezes por uma difícil realidade encarada no dia a dia pela (o) prostituta (o), que na impossibilidade de encontrar um emprego digno, devido ás suas deficiências, tanto literárias como técnicas, opta por uma forma mais fácil ´´ de angariar um dinheiro. Não que seja uma facilidade exercer a prostituição, pois a prática é condenada socialmente, tornando-se deste modo uma difícil maneira de ganhar a vida facilmente.

publicado por brpalavrassoltas às 00:41