Quinta-feira , 03 de Março DE 2011

Em busca da ataraxia

 

 

Em busca da ataraxia

                             Por: Bruno Rocha

 

As inovações tecnológicas fizeram com que o homem contemporâneo se se afasta a passos largos do homem das cavernas; porém assim como o seu antepassado, ele está constantemente em busca da ataraxia, que na acepção do filósofo grego Epicuro, seria o estado de total ausência de perturbações quer física ou mental. Apesar de cada ser humano possui seus modelos de pensamento, percepção e comportamento relativamente fixos e estáveis, que caracterizam a sua individualidade, a busca pela felicidade/ausência de perturbações, é um problema de domínio comum. Todo e qualquer ser humano , quando se encontra numa situação que se traduz numa preocupação,procura uma solução que o leve a uma situação de paz e tranqüilidade mental. Sendo a felicidade o estado de tranqüilidade e paz mental, concluo que o homem está constantemente em busca da ataraxia epicurista.

 

publicado por brpalavrassoltas às 18:55

Ação e reação: uma reflexão sobre a legítima defesa

Ação e reação: uma reflexão sobre a legítima defesa

                                                                                                                 Por: Bruno Rocha

 

Podemos dizer que, o conceito de legítima defesa é tanto conhecido pelo homem comum como pelos profissionais e estudantes que se dedicam ao fenômeno jurídico. Porém, a sua verdadeira compreensão cabe somente a aqueles que se dedicam diariamente ao seu estudo. Na acepção do dicionário técnico jurídico, ela deve ser entendida como a causa de causa de isenção da responsabilidade criminal em que se amparam quem age em defesa da pessoa ou de direitos, próprios ou alheios, para repelir uma agressão ilegítima, causando com isto uma lesão no agressor. Muitas pessoas pensam que se um individuo os agride ou tenta roubar a sua casa, ela poderá agredi-lo porque, estará protegida pelo instituto da legítima defesa. Mas, as legislações estabelecem uma série de requisitos para que proceda a aplicação desta circunstância. Sob essa óptica, vale ressaltar que para que se configure a legítima defesa, é necessário que a agressão tenha ocorrido ou estava em vias de ocorrer, não se admitindo, portanto, uma futura agressão, ou seja, um individuo que mata outro, por supor que este iria matá-lo ou assaltar a sua casa, não age em legítima defesa, pelo contrário, comete homicídio doloso- houve a intenção de matar, e nem se admite legítima defesa, da legítima defesa, quando, por exemplo, um individuo é agredido, responde, e o outro que o agrediu primeiramente o agride novamente, mas desta feita letalmente.

 

 

 

publicado por brpalavrassoltas às 18:54

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Muito bom texto, com conteudo e com capacidade par...
  • Não adianta vocês dizerem que acreditam em um deus...
  • Eu já pensei isso, mas tem que levar em consideraç...
  • Cara veronica Carvalho, meu cumprimentos.Li antent...
  • Bom dia :)Este post está em destaque nos "Recortes...
  • Muito bom, Bru, concordo plenamente...As pessoas s...
  • Esse texto é F.O.D.A. E nós.... hum, nós somos exa...
  • Pois é, Bru... é aquilo que disse ontem... muita g...
  • E no caso da imagem colocada? O mamute matou o car...
  • O que dizer? É realmente tudo isso que vc disse......

mais comentados

arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro