Vote com a razão e não com o coração

Vote com a razão e não com o coração

                   Por: Bruno Rocha

 

 

 

 

Na acepção do dicionário técnico jurídico, a eleição, não passa de um concurso de vontades juridicamente qualificado, visando operar a designação de um titular de mandato eletivo. As eleições são procedimentos técnicos para a designação de pessoas para um cargo ou para a formação de assembléias. A indicação da pessoa, para assumir um determinado cargo, cabe ao seu partido político, que nada mais é que uma agremiação de um grupo social que se propõe a organizar, coordenar e instrumentar, a vontade popular com o fim de assumir o poder, para realizar seu programa de governo. Porém, a efetivação do candidato, depende do exercício do sufrágio mais precisamente do voto, que se traduz como o ato fundamental do exercício do direito de sufrágio, no que tange a sua função eleitoral, ou seja, é a sua manifestação no plano prático.

Após essa explanação sobre os conceitos de eleição, sufrágio e partido político nessa primeira parte, na segunda me aterei a uma reflexão sobre a necessidade de votar com a razão e não com o coração, tomando por base a alegoria da caverna de Platão. O filósofo utilizou a linguagem mítica na alegoria, para mostrar o quanto os cidadãos estavam presos a certas crendices e superstições.Nessa alegoria, Platão divide o mundo em duas realidades;a sensível-percebida pelos sentidos e a inteligível – o mundo das ideias. Assim sendo, o ser humano deveria procurar o mundo da verdade para que consiga atingir o bem maior da vida. Nas eleições , muitas são as cavernas em nos envolvemos,deixando-nos guiar por certos candidatos, que aproveitam da ingenuidade do eleitor, que é levado a pensar que tudo aquilo que ele diz é a verdade absoluta.

Assim sendo proponho que, quando escolhermos em quem ou em qual partido vamos votar, devamos deixar de lado, qualquer tipo de paixão ou fanatismo partidário e nos ater ás melhores propostas para o país; pois já dizia Nietzsche o fanatismo é força de vontade dos fracos. ´´

publicado por brpalavrassoltas às 02:36