Em nome da fé

Em nome da fé

Por: Bruno Rocha

 

 

O comportamento de determinados grupos sociais advém das chamadas ordens normativas; quais seja a ordem de trato social a ordem jurídica e a religiosa. Entre elas a que exerce maior influência do ponto de vista espiritual é a ordem religiosa.Compreendida como um conjunto de normas que visam disciplinar as relações entre o crente e o seu deus .Trata-se de uma ordem intra-subjetiva ,pelo fato de as sanções para o seu descumprimento serem extraterreno(p.ex; morrer e ir parar no inferno).  Entre ela e as outras ordens normativas, existem três tipos de relações; as de coincidência, onde as ordens defendem as mesmas normas, as de conflito onde as ordens têm opiniões contrárias (ex. Ordem jurídica legaliza a aborto; ordem religiosa a condena), e as de indiferença, onde as normas de uma norma são indiferentes para a outra. As relações de conflito,por sua vez se estendem para dentro da própria ordem religiosa.Isto, devido á pluralidade de seitas religiosas com preceitos distintos umas das outras;levando com que certos atos praticados por seus crentes sejam explicados pelo apego á religião ou mais precisamente em nome da fé. Apesar da intolerância religiosa do oriente ser a mais ostentada pela mídia, nos constantes conflitos entre Israel e Palestina, entre os xiitas e sunitas no médio oriente, causadora de milhares de mortos; desde a antiguidade quando judeus e pagãos perseguiram os primeiros cristãos, passando pela idade média, moderna e contemporânea, a dificuldade em aceitar a opinião e a liberdade religiosa do próximo é fator da discórdia, guerras e tragédias. Nenhuma guerra, perseguição ou qualquer demonstração de terrorismo deve ser explicada com base em preceitos religiosos ou em nome da fé, há que se tolerar a escolha de cada um, porque nós somos seres humanos e a nossa religião não nos retira essa condição.

publicado por brpalavrassoltas às 02:43