Segunda-feira , 27 de Junho DE 2011

Qualquer leigo pode ser depuatdo

É nisso que dá eleger leigos para representar os interresses do povo . Isso nada mais é que uma demonstração de total ausência de conhecimento no que se refere á homossexualidade.
publicado por brpalavrassoltas às 21:40
Quarta-feira , 18 de Maio DE 2011

Gay humanum est

 

 

 

 

Gay humanum est

 

 

 

                         Por: BRUNO ROCHA

 

 

 

Por esses dias circulava na internet, uma petição para impedir que o parlamento Ugandês, promulgasse uma lei que permitiria a pena de morte para os homossexuais.Ainda bem que tal projecto de lei , não conseguiu a sua a homologação e a petição atingiu o seu escopo. Eis que pergunto, onde estão os direitos humanos. Segundo a declaração universal dos direitos do homem , ninguém deverá ser alvo de descriminação devido a sua orientação sexual. Muitos acham que se trata de uma escolha do indivíduo, mas isso é mais complexo que uma simples escolha de ser hetero ou homossexual. Determinados indivíduos não se assumem como homossexuais, justamente, devido a posições como esta , adotada pelo Uganda, ou pelo simples medo de sofrer uma repulsa , ódio , preconceito por parte da opinião pública. Mas se pararmos para refletir, veremos, que ser gay ou hetero não é uma escolha, está embutido no subconsciente de cada um de nós. Assim sendo, e já que todos dizem que a sociedade está em evolução,há que se trazer essa evolução também para o plano mental, e não se deixar levar por aquilo que este ou aquele diz, mas sim pelo o que a razão diz, porque, apesar dos casais homossexuais, não se enquadrarem nos padrões de família de muitas sociedades, temos de respeitá-los, porque a sua orientação sexual não lhe retira uma condição comum a todos nós - seres humanos.

 

 

 

 

 

 


publicado por brpalavrassoltas às 03:41

O que a Bíblia revela sobre Deus

 

 

Este post foi-me enviado por um amigo, e por se tratar de um tema que ainda é um completo tabu, principalmente, para os fanáticos religiosos, que pensam ser donos da verdade; usei do meu blog para torná-lo público, porque além dessa particularidade supra citada, nos leva a profundas reflexões sobre a existência e a influência desse suposto Deus sobre os seus fiéis seguidores.( BRUNO ROCHA)

 

 

 

 

O que a Bíblia revela sobre Deus

                        POR: Éder Márcio Pereira

 

«Jamais consideraríamos bondosa uma pessoa que, tendo poder de criar um mundo sem dor, cria deliberadamente o contrário.»

— André Cancian

 

 

Eis que no dia nove do corrente mês, caminhava tranquilamente de volta á minha casa, quando escutei uma voz feminina vinda atrás de mim. Olhei de soslaio por cima do ombro e reparei numa senhora de aproximadamente 30 e poucos anos de idade e uma jovem mulher duns 25. « “sim, é contigo mesmo que quero falar», disse a jovem apontando o dedo ponteiro para mi apresentando-se como Missionária da Igreja Universal do Reino de Deus. E prosseguiu ela « Frequentas alguma igreja?», « Segues alguma doutrina Religiosa?». A minha resposta foi uma « não» para ambas as perguntas, até que ela lançou no terreno, a pergunta chave « Então o que dirias se a minha colega aqui o convidasse para a nossa igreja para escutar a palavra de Deus. Hum? ». Como não é a primeira vez que tinha sido abordados por Cristãos Católicos, Nazarenos, Testemunhos de Jeová, Missionários e toda a companhia limitada, convidando-me para suas igrejas, a minha resposta já pré-formulada saiu disparada: « Não obrigado, não estou interessado. Sou Ateu». Mal acabei de proferir tais palavras, o sorriso, a simpatia e a voz melódica desvaneceram subitamente dando lugar a um olhar furioso, desprezível e a uma voz ameaçadora. «Achas querido? Achas que és Ateu? Tu pensas na tua cabecinha corrupta que és Ateu, mas Ateus não existem, porque no fundo estão a aproximar cada vez mais de Deus. Tu acreditas em Deus, só que ainda não sabe disso». Fiquei afônico, sem nada para dizer mediante tantas afirmações frívolas que eu acabara de escutar. Como é que é? Disse eu. Como assim não sou Ateu? Como podes tu fazer tais afirmações? Parece óbvio para mim que não existe qualquer Deus e isto já é suficiente para eu afirmar que sou Ateu. Etimologicamente falando a palavra «Ateu» vem do Grego, «A» que é igual a «sem, não» e «Theo» que significa «Deus», logo Ateu é «sem Deus», isto é, Ateu é quem nega a existência de Deus. « Então tu não acreditas em nada?» continuou ela. Como é possível viver sem acreditar em alguma coisa? Sem dar chance de ela prosseguir com mais questões, interrompi-a. Mas é claro que acredito em alguma coisa! Acredito que eu sou capaz de alcançar qualquer objetivo porque tenho capacidade e destreza para tal, acredito que todo o ser humano é altamente capaz no seu ramo individual, Acredito que um médico é capaz de me curar caso eu estiver doente, acredito que a terra gira em torno do sol, acredito que se ficares em casa por duas semanas rezando, sem fazer mais nada acabarás por morrer à fome… como vês, acredito em muitas coisas. E sim, não acredito no paraíso, inferno, no vosso «Deus» e nem nas ditas escrituras sagradas. «Meu filho, tu não sabes as asneiras que estás a dizer, vais ser castigado pelo senhor, a tua mente está repleta de ideias obscuras, precisas urgentemente de salvação, ó mente perversa! E a discussão prosseguiu por mais uns minutos tendo eu sido bombardeado com insultos, acusado de heresia e de conspirar contra Deus. Percebendo-me que aquela conversa não iria nos levar a lugar algum (aliás, nem sequer deveria ter começado), dei às costas àquela jovem de mentalidade estreita e segui o meu caminho. Para minha surpresa, ela ainda me perseguiu alguns metros gritando veementemente «arrependerás mais cedo do que imagina, Deus lançará a sua ira sobre ti, irás ser queimado eternamente no fogo do inferno! Pedirás por misericórdia, mas será tarde demais… Vai pro inferno ó corrupto, ignorante de…! (Uáu! Por essa eu não esperava!)

Agora pergunto, como é que uma pessoa, como aquela «simpática» jovem, poderá me convencer que a religião é boa, que a Bíblia prega a palavra de Deus e representa amor, compaixão, humildade e que Deus é um ser benevolente? Só porque não acredito em Deus, fui chamado de corrupto, ignorante, de mentalidade obscura e perversa. Onde está o amor para com os outros como é ensinado na Bíblia, onde haverá espaço para aplicar as palavras de Jesus «ama os teus inimigos». Segundo a Bíblia nós os Ateus somos seres abomináveis,« Não se associe com os não- Cristãos. “Não os recebe em casa e nem os cumprimente» (2 João 1:10) e se os cristãos seguissem os ensinamentos da Bíblia ao pé da letra, os ateus deveriam ser mortos como também diz a Bíblia «assim, quem maldizer o nome de Jeová, dever ser morto. Toda a Assembleia deve apedrejá-lo até a morte» (Levítico 24:16), e a lista de versículos repulsivos como estes se estendem. Eis mais alguns exemplos: «E o homem que se comportar presunçosamente, não escutando o sacerdote que ali está de pé, para ministrar a Jeová, teu Deus, tal homem tem de morrer. E todo o povo ouvirá e ficará com medo, e não mais agirão presunçosamente» (Deuteronômio 17:12-13); « Mate familiares e amigos que adorarem outros deuses diferentes do teu» Deuteronômio 13:6-8-9. Seres abomináveis… segundo a Bíblia nós ateus somos seres abomináveis, não somos bem-vindos em sua casa, não devemos ser cumprimentados e deveríamos todos ser apedrejados até a morte! Eis alguns exemplos de seres abomináveis, segundo a Bíblia: Friedrich Nietzsche (filósofo Alemão), Bill Gates (Criador da Microsoft), Albert Einstein (maior físico séc. XX criador da Teoria da Relatividade), Charles Chaplin (Cineasta), Sócrates, Bruce Lee (Campeão Mundial artes marciais e ator), Che Guevara, Confúcio (Filósofo Chinês), Mikhail Gorbatchov (Presidente da U.R.S. S e Nobel da Paz), Stephen Hawking (Maior Astrofísico da atualidade), Angelina Jolie (Atriz)… O que essas pessoas fizeram de detestável no mundo? Mataram ou fizeram pessoas de escravos em nome de algum patrão com o Ego inflado? Praticaram atos terroristas? Muito pelo contrário, essas pessoas deram grandes contributos para o avanço da tecnologia, filosofia, ciência, história, e houve (e ainda há) alguns deles que mudaram por completo a história da humanidade, um exemplo ainda vivo é Bill Gates. Os cristãos por acaso (seguidores fiéis da Bíblia e filhos obedientes de Deus) não usam os programas informáticos da Microsoft criados por um ser abominável? Não usam computadores lançados pela mesma empresa?Não têm o Windows 7, XP, ou o Windows Vista instalado no vosso computador? Não apreciam um filme de Angelina Jolie e as Comédias de Charles Chaplin?Vão me dizer que a Religião traz a paz no mundo? “Você diz que acredita na necessidade da religião. Seja sincero! Você acredita mesmo é na necessidade da polícia.” Nietzsche

Uma leitura sobre alguns livros de História nos mostra os males que a religião, principalmente o Cristianismo, tem causado para a humanidade. Quanto sangue foi derramado em nome de Deus, quantas guerras foram travadas? Ainda nós é que somos abomináveis? Mas afinal quem é ou o «o quê» é esse Deus? Quem é Jeová?

Se há uma fonte bastante viável para nos dizer quem é Deus, essa fonte é sem dúvida a Bíblia. Em suas páginas encontramo-lo escrito como criador, legislador, rei, pai, juiz, senhor, etc.Todos esses termos nos revelam verdades absolutas sobre «ele», revelando o seu carácter, o seu poder, a sua natureza e principalmente os seus famosos atributos:

Deus é Real- «fui enviado por aquele de facto existe» disse Jesus, João 7:28, «eu sou o que sou» Êxodo 3:14

Deus é Eterno– Ninguém o criou, ele não tem pricipio nem fim, sempre aí esteve.

Deus é Onipresente- está em todos os lugares simultaneamente, observando suas criações. (Salmos 139:7-10), Isaías 57:15, Jeremias 23:23,24.

Deus é Onisciente- Ele sabe tudo, conhece todas as coisas, sabe inclusivamente todos os seus pensamentos mais recônditos. (I joão 3:20)

Deus é Onipotente- Ele tudo pode, detém todo o poder para fazer qualquer coisa, tudo o que lhe apraz. (Gênesis 18:4, Salmos 62:11).

Deus é IMUTÁVEL- Positivamente ele não muda, tanto na duração, como em natureza, caráter ou vontade. "Pois eu, o Senhor não mudo" (Neemias 23:19; I Samuel 15:29; Jó 23:13; salmos 33:11; provérbios 19:21; Isaías 46:10; hebreus 6:17; Tiago 1:17).

Vamos analisar esses atributos filosoficamente,usando um raciocínio lógico. Será Deus tudo isto que se diz ser?

Deus é real? Não há nenhuma prova científica que apoia a sua existência. Nunca ninguém o viu, falou com ele,nunca ninguém ouviu a sua voz, nunca ninguém o tocou e nunca ninguém regressou dos mortos (proeza conseguida somente por Jesus Cristo) para nos contar que encontrou com Deus.

Deus é Onipotente? Há um parodoxo em afirmar que Deus é onipotente, benevolente e Onisciente, pois essas qualidades se confrontam entre si. Por exemplo, Se ele é bom e onipotente então porque ele permite a existência do mal? Ele simplesmente poderia fazer com que o mal deixasse de existir com um simples estalo dos dedos, mas não, ele permite o mal, permite que uns morram à fome, permite a guerra, permitiu que Hiroxima e Nagasaki fossem devastados pela bomba nuclear e permitiu o holocausto. Se Deus é bom, então não pode ser onipotente, uma vez que não consegue acabar com o mal. E se ele é onipotente, então não pode ser bom, uma vez que permite a existência do mal. Um termo anula o outro, qual é que preferem? Existe um argumento que os Ateus recorrem sempre para mostrar que filosoficamente, nem sequer a onipotência é possível, é o conhecido paradoxo da pedra. É assim: Se Deus é onipotente, pode criar uma pedra que nem mesmo ele a consegue levantar. Se ele não conseguir levantar a pedra, isto significa que ele não é onipotente, porque como ele é todo-poderoso era suposto que ele conseguisse erguer a pedra. E se ele conseguir levantá-lo, também não é Onipotente uma vez que não foi capaz de criar uma pedra suficientemente pesada que nem mesmo ele conseguisse levantar. Mais uma vez, há uma contradição lógica. Logo Deus não é nem bom e nem onipotente.

Deus é Onisciente?Mais uma vez surgirá um paradoxo entre a Onisciência de Deus e a sua qualidade de «Deus bom», pois se ele é onisciente não saberia de antemão que Caim iria matar Abel quando ele pediu que lhe fizessem oferendas? Será que ele queria que Abel fosse morto? Esse vosso Deus Onisciente, bom, e Onipotente não pôde prever que Caim iria matar Abel por pura competição do amor de Jeová?Esse Deus é mesmo incompetente! Ele colocou uma árvore no meio do jardim do Éden com um fruto proibido, e que Adão nem Eva deveriam comer dele, mas ele sendo presciente, não foi capaz de prever que Eva iria comer da árvore e oferecer também o fruto a Adão. Bastante incompetente!Jeová pediu a Abraão para matar o filho só para ter a certeza de que o patriarca lhe era fiel. Pois se ele é onisciente, não sabia já que Abraão lhe era fiel? Para quê, sendo ele bom, fazer um pai passar por esse teste tão cruel? Portanto se ele é bom não pode ser onisciente, se ele é onisciente não pode ser bom, uma vez que é capaz de prever o mal e não o evita. Portanto Deus não é bom.

 

Como podem ver, a Bíblia tenta passar para as pessoas a imagem de um Deus bom, de um Deus de paz, misericordioso, indulgente, de um pai, de um Deus todo-poderoso, que sabe tudo, que ama os seus filhos acima de tudo, mas, entretanto estes precisam curvar-se perante ele e idolatrá-lo, caso contrário arderão eternamente numa banheira gigante de ácido sulfúrico. Mas se lermos a Bíblia com mais cuidado, com um olhar mais atento, mais céptico, depreendemos o contrário do que os Cristãos andam a pregar. A Bíblia realmente nos passa a imagem de um Deus ciumento, um Deus que exige fidelidade cega, um Deus que causa temor, um Deus que pune e sacrifica, um Deus de ira e da imagem de um Deus que ordena a seus servos que matem pessoas. Eu, Éder Márico, afirmo ser Ateu e já li algumas passagens da Bíblia, e não demorou nem sequer dois minutos para eu identificar o primeiro erro lógico, de um livro sagrado que supostamente foi escrito por um ser superior, que é muito mais inteligente que eu, e que não tenho capacidade para entendê-lo (Como é que é?) como alguns Cristãos costumam dizer.

Estudei o Gênesis atenciosamente, e fiquei perplexo com a capacidade que as pessoas têm de acreditar neste livro para explicar a nossa origem e a origem do Universo. Uma pessoa que não teve educação acadêmica vá lá, ainda se entende, mas uma pessoa com ensino superior? Ou até mesmo uma pessoa que completou o 3º ciclo? Professores Universitários, médicos? É triste.

De quando em quando ainda abro a minha Bíblia, e leio umas páginas para matar o tédio. E eis que deparo com mais alguns absurdos e coisas horríveis que são de fazer inveja aos mais cabeludos filmes de horror e que nada deixam a dever aos filmes de Frankenstein. Alguns exemplos:

 

  1. O que nos ensina o quarto mandamento? « Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho; mas no sétimo dia é o sábado do senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu servo, nem o teu animal, nem o estrangeiro que está dentro dos teus portões. – Êxodo 20:8-10

Adivinhem qual é o castigo para pessoas que violam este mandamento, segundo a Bíblia?

« E tendes de guardar o sábado, pois é algo santo para vós. O profanador dele será positivamente morto. Caso haja alguém fazendo nele alguma obra, então essa alma deve ser decepada do meio do seu povo. “Quem fizer alguma obra no dia de sábado será positivamente morto.»Êxodo 31:14-15

Ora essa, que Deus bom! Só porque alguém trabalha no sábado deverá ser morto? Milhares de estabelecimentos comerciais têm empregados que trabalham no sábado. Milhares de Cristãos trabalham no sábado. Eles não estão desobedecendo a um dos 10 mandamentos? Sem dúvida. Mas deverão ser mortos por isso? Obviamente que não! Viram? Sou moralmente superior ao vosso Deus.

 

  1. 2.      O Primeiro mandamento nos diz: « Não terás outros deuses estrangeiros diante de mim. “Não farás imagem talhada, nem figura nenhuma de tudo do que está no céu e na terra, não os adorarás, nem lhes renderás cultos soberanos.»

Qual é o castigo divino para as pessoas que violam este mandamento? Exatamente, a morte!«Então tens de levar para fora, aos teus portões, tal homem ou tal mulher, e tens de matar tal pessoa à pedrada e tal pessoa tem de morrer.» Deuteronômio 17:2-7, Levítico 24,16,

Então as pessoas que adorarem outros deuses deveriam ser mortas à pedrada? Os Ateus deverão ser apedrejados? O que acontece na sociedade de hoje se um grupo de Cristãos resolve-se apedrejar até a morte qualquer pessoa que não partilha as mesmas crenças do que ele? Certamente seriam acusados homicídio, e condenados a alguns anos de prisão, ou então internados num hospício.

 

  1. O homessexualismo, segunda a Bíblia é uma abominação e consequentemente os homessexuais e as lésbicas deverão ser mortos, conforme Levítco 20,10.

 

  1. A bíblia diz que não devemos deitar com nenhuma mulher durante o periodo menstrual porque é algo impuro, e que não devemos sequer, tocar em nada que ela tenha tocado, ou deitar na mesma cama que ela. Quem o fizer deverá lavar as suas vestes,e tem de banhar-se em água para retirar a impureza. Levítico 19:24

Como é que é? Isso me parece insano, vindo de um livro que prega as palavras de um Deus que sabe tudo. O problema é como dizer tudo isto a ela. Certamente elas vão tomar isto como grande ofensa.

 

  1. 5.      «Caso um homem tiver um filho obstinado e rebelde, que não escuta a voz do seu pai nem da sua mãe, então o seu pai e sua mãe têm de pegar nele e trazê-lo para fora aos anciões da cidade e dizer: este nosso filho é obstinado e rebelde, não escuta a nossa voz. Então todos os homens da sua cidade têm de atirar nele pedras e ele tem de morrer. Assim tens de eliminar o mal do teu meio, e todo o Israel ouvirá e deverás ficar com medo.»Deuteronômio 21:18-21

Matar o seu filho só porque ele não obedece aos pais? Em qual planeta que isto é moralmente aceite?

 

  1. 6.      Assim disse Jeová dos exércitos: « …. Agora vai, e tens de golpear Amaleque e devotá-lo à destruição, junto com tudo o que ele tem, e não deves ter compaixão dele, e tens de entregá-lo à morte, tanto o homem como a mulher, tanto a criança como o bebê, tanto o touro como o ovídeo, tanto o camelo como o jumento. 1 Samuel 15:2-4

Que Deus benovolente! Deus de amor? I do not think so!

 

  1. 7.      « Todo o que for achado será transpassado; e tudo o que unir a ele cairá à espada. “E suas crianças serão despedaçadas perante os seus olhos; e suas casas serão saqueadas e as suas mulheres serão violentadas»Isaías 13:15-16
  2. Levíticos 25:44afirma que eu posso possuir escravos.

 

  1. 9.      Caso haja algum homem em quem haja defeito, não se pode aproximar do altar de Deus, confrome diz a Bíblia em Levítico 21: 16-21«…. Não se pode chegar um homem cego, coxo, ou de nariz fendido,ou um membro comprido de mais, ou um homem que mostre haver fratura no pé, ou corcunda, ou franzino, ou que tenha testículo quebrados» O que Deus tem contra os aleijados? Não são também seus filhos? Ele não ama a todos?

 

  1. 10.  «“Não deveis semear no teu campo dois tipos de sementes e não deveis vestir de uma roupa de dois tipos de fios mesclados»Levítico 19:19. É realmente necessário que eu chame toda a comunidade para apedrejá-los?

 

Bom, creio que estes exemplos bastam para que o leitor tenha uma vaga ideia dos horrores que a Bíblia nos manda fazer, dos seus absurdos, das suas contradições e dos seus disparates. Deus é um ser bom como diz a Bíblia? Não! Deus é um ser patológico, um doente!

Deus é onipotente? Nem por sombras! Deus é Onisciente? Uma ova! Vocês Cristãos podem acreditar no que quiserem que Deus seja, mas eu sei o que ele não é! Mesmo que esse tal Deus existir, mesmo que eu encontrasse frente a frente com ele, jamais me curvaria perante ele, jamais acataria tais ordens repulsivos, preferia a morte do que me submeter aos seus caprichos e beijar os seus pés para alimentar o seu Ego inflado. Se tal ser existir, então não quero estabelecer nenhuma espécie de relação com ele, desprezá-lo-ia com todas as minhas forças.

A Bíblia é sem dúvida o livro mais vendido no mundo, mas em contrapartida é o livro menos lido. Portanto antes de ensinarem o seu conteúdo às criançinhas da nossa Nação, antes de andarem por aí a bater nas nossas portas para nos convidar a seguir tais mandamentos, antes de tomarem este livro como verdades absolutas, por favor, leiam-no primeiro!

“Não há no mundo amor e bondade bastantes para que ainda possamos dá-los a seres imaginários.” Nietzsche

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por brpalavrassoltas às 03:29
Quinta-feira , 03 de Março DE 2011

Em busca da ataraxia

 

 

Em busca da ataraxia

                             Por: Bruno Rocha

 

As inovações tecnológicas fizeram com que o homem contemporâneo se se afasta a passos largos do homem das cavernas; porém assim como o seu antepassado, ele está constantemente em busca da ataraxia, que na acepção do filósofo grego Epicuro, seria o estado de total ausência de perturbações quer física ou mental. Apesar de cada ser humano possui seus modelos de pensamento, percepção e comportamento relativamente fixos e estáveis, que caracterizam a sua individualidade, a busca pela felicidade/ausência de perturbações, é um problema de domínio comum. Todo e qualquer ser humano , quando se encontra numa situação que se traduz numa preocupação,procura uma solução que o leve a uma situação de paz e tranqüilidade mental. Sendo a felicidade o estado de tranqüilidade e paz mental, concluo que o homem está constantemente em busca da ataraxia epicurista.

 

publicado por brpalavrassoltas às 18:55

Ação e reação: uma reflexão sobre a legítima defesa

Ação e reação: uma reflexão sobre a legítima defesa

                                                                                                                 Por: Bruno Rocha

 

Podemos dizer que, o conceito de legítima defesa é tanto conhecido pelo homem comum como pelos profissionais e estudantes que se dedicam ao fenômeno jurídico. Porém, a sua verdadeira compreensão cabe somente a aqueles que se dedicam diariamente ao seu estudo. Na acepção do dicionário técnico jurídico, ela deve ser entendida como a causa de causa de isenção da responsabilidade criminal em que se amparam quem age em defesa da pessoa ou de direitos, próprios ou alheios, para repelir uma agressão ilegítima, causando com isto uma lesão no agressor. Muitas pessoas pensam que se um individuo os agride ou tenta roubar a sua casa, ela poderá agredi-lo porque, estará protegida pelo instituto da legítima defesa. Mas, as legislações estabelecem uma série de requisitos para que proceda a aplicação desta circunstância. Sob essa óptica, vale ressaltar que para que se configure a legítima defesa, é necessário que a agressão tenha ocorrido ou estava em vias de ocorrer, não se admitindo, portanto, uma futura agressão, ou seja, um individuo que mata outro, por supor que este iria matá-lo ou assaltar a sua casa, não age em legítima defesa, pelo contrário, comete homicídio doloso- houve a intenção de matar, e nem se admite legítima defesa, da legítima defesa, quando, por exemplo, um individuo é agredido, responde, e o outro que o agrediu primeiramente o agride novamente, mas desta feita letalmente.

 

 

 

publicado por brpalavrassoltas às 18:54
Quinta-feira , 24 de Fevereiro DE 2011

Prisioneiros da crendice

 

 

                                                                                         Prisioneiros da crendice

                                                                                                                            Por: Bruno Rocha

 

Quando se fala em prisioneiro, usualmente se associa a expressão para qualificar os indivíduos cuja liberdade foi privada por um Estado, pelo fato destes terem desrespeitado as leis que preveniam o que é considerado delinquente ou perigoso para o regime governante. Porém a expressão poderá também ser usada para qualificar aqueles indivíduos que se apegam a uma determinada crença/mito, não porque a desrespeitaram mas sim pelo fato de se deixarem dominar de tal forma por ela,que esta passa a fazer parte do seu quotidiano. O mito se compõe do conjunto de crenças e superstições de uma determinada cultura, se constituindo como um fenómeno cultural complexo que pode ser encarado de vários pontos de vista. Em geral é uma narração que descreve e retrata em linguagem simbólica a origem dos elementos e postulados básicos de uma cultura. A narração mítica tem uma natureza integradora, prova disso é o mito que narra à criação do mundo e como foram criados os seres humanos e os animais, incluindo deuses e processos sobrenaturais que é atribuído á religião, que até hoje, pelo menos no seio da nossa sociedade aqueles que são crentes a mencionam frequentemente, fazendo alusão, sobretudo ao suposto Deus e aos seus feitos e possíveis castigos. O engraçado é que o cabo-verdiano, pelo menos na minha experiência pessoal é um povo céptico, não aceitando algo como verdadeiro sem que se comprove. Tomemos como prova a crença em bruxas, qualquer pessoa que perguntada sobre a sua suposta existência responderá categoricamente que só acredita vendo. Aí pergunto, porque razão então se acredita no mito da criação do mundo e num suposto Deus, se nunca se comprovou? Na minha humilde visão, os cidadãos se deixam aprisionar pelo mito religioso da criação do mundo por este possuir um carácter integrador que por muitas vezes na impossibilidade do crente explicar determinados aspectos da vida individual e cultural o elenca fazendo-o deste modo parte integrante do seu quotidiano.

publicado por brpalavrassoltas às 01:21
Segunda-feira , 21 de Fevereiro DE 2011

Presumidamente inocente

                                                                           

 

 

 

  Presumidamente inocente

 

                                                                                                        Por: Bruno Rocha

 

A sociedade tem o mau hábito de julgar e condenar previamente sem conhecer os fatos um indivíduo que está sendo alvo de determinado processo, chegando mesmo a fazer juízos de valor sobre o processado antes mesmo da prolação da sentença judicial. A sociedade não leva em conta o princípio da presunção da inocência, pela qual todos são inocentes até se provar o contrário.Raramente passa pela cabeça daqueles que condenam previamente  o pressuposto criminoso ou infrator o fato de que as testemunhas do suposto crime/infração possam estar enganadas ou mesmo erradas, pois não passam de seres humanos, e errar é humano.Mas o meu escopo aqui é o de fazer com que a população pare com esse seu hábito de julgar e condenar previamente sem o conhecimento de todos os fatos o de ajuizar valores sobre os pressupostos criminosos, pois o direito não é uma ciência exata,e o resultado esperado poder não ser o que a sociedade desejava.Assim sendo, todos são presumidamente inocentes até se provar o contrário.

publicado por brpalavrassoltas às 00:54

In ambíguo

 

 

 

In ambíguo

 

 

Por: Bruno Rocha

 

O ser humano está constantemente buscando soluções para os seus diversos problemas. Quando estes dizem respeito ao seu plano espiritual o homem, imediatamente se dirige ao seu líder espiritual, para que este o possa indicar que caminho seguir, qual a solução.Para um padre , para qualquer problema que exista há uma solução universal – a fé.Ou seja, independentemente do problema ele possuí uma regra única, mostra os mandamentos e a fé. A pessoa pode estar com falta de dinheiro ou ter brigado com a esposa ou, perdido o emprego, então procura o padre; o que ele faz?Ele lhe dá os mandamentos e os segredos da fé e resume tudo em uma frase: ´´ creia na palavra do senhor ´´. Porém, quando nos voltamos para outras áreas , como, por exemplo, o direito, não existe uma única solução para o mesmo caso. Ou seja, jamais um advogado dirá ao seu cliente que o caso tá ganho, pois existem várias soluções para um mesmo caso. Aí pergunto como é possível então que um padre, que nada entende de defesas, de finanças ou de construção civil, dê uma solução única para casos diferentes?  Será então a fé, a solução universal para  todo os problemas da humanidade?

publicado por brpalavrassoltas às 00:45

Uma difícil vida fácil

                                                                                              Uma difícil vida fácil

 

                                                                                                         Por: Bruno Rocha

 

Apesar de ser taxada comummente de a profissão mais antiga do mundo, e de ter implicações nos planos religiosos e económicos, a prostituição ainda é uma prática socialmente condenável. Os esforços para controlar a prática tendem a se concentrar em torno de dois objectivos contraditórios: a tentativa de confinar a prostituição em uma actividade legal, invertendo a imagem das prostitutas como viciadas ou moralmente corruptas; e o esforço de eliminar a prostituição totalmente, baseada na moral ou na saúde. Vários são os factores que conduzem um indivíduo á prática, embora a possibilidade de abusos sexuais na família figure entre os de maior avaliação de muitos psicólogos. Porém, em muitos casos, é uma opção consciente, motivada várias vezes por uma difícil realidade encarada no dia a dia pela (o) prostituta (o), que na impossibilidade de encontrar um emprego digno, devido ás suas deficiências, tanto literárias como técnicas, opta por uma forma mais fácil ´´ de angariar um dinheiro. Não que seja uma facilidade exercer a prostituição, pois a prática é condenada socialmente, tornando-se deste modo uma difícil maneira de ganhar a vida facilmente.

publicado por brpalavrassoltas às 00:41
Quinta-feira , 17 de Fevereiro DE 2011

Autonomia de jure, mas dependência de fato

Autonomia de jure, mas dependência de fato

             Por: Bruno Rocha

 

 

 

Um dos grandes debates no mundo atual é se o homem tem o direito de escolher se quer continuar vivo, ainda que sofrendo, ou se deseja dar fim à própria vida.Se desejar a segunda hipótese,estaremos diante de uma situação de eutanásia, que do ponto de vista jurídico, consiste em provocar voluntariamente a morte de um doente terminal para minorar seu sofrimento físico e evitar-lhe morte dolorosa.A prática consiste em ministrar drogas farmacêuticas ou outras substâncias que aliviem a dor,ainda que com elas se abrevie a vida. Tal ato é um dos grandes dilemas ético-jurídicos da contemporaneidade.             Não podendo falar nele sem se mencionar a bioética ou o biodireito. A primeira, nada mais é que o campo da ética, nascida há mais de 60 anos, que tem por objeto a regulação principio lógica das pesquisas/técnicas médicas voltadas aos seres humanos, enquanto que o biodireito é o ramo do direito que estuda as normas reguladoras da conduta humana perante os avanços tecnológicos voltados para a medicina e a produção de alimentos. Para que você caro leitor compreenda melhor o título,vale aqui contrapor 2 princípios bioéticos, quais sejam, a autonomia da vontade e a beneficência.De acordo com o 10princípio supra citado, se o ser humano é livre, ele pode livremente consentir ou não que uma determinada técnica seja aplicada nele;sob essa ótica, a eutanásia seria legal, pois traduziria a vontade do enfermo,porém segundo o princípio da beneficência qualquer técnica que venha a ser aplicada deve sempre visar melhoramento e a proteção do bem maior – a vida , logo,a eutanásia não seria um melhoramento, porque dele se pretende suprir o bem maior, bem que se observar-mos do ponto de vista do enfermo que está sofrendo, a morte poderá ser entendida como um melhoramento – término do sofrimento, mas isso já é uma outra discussão.

 

 

 

 

 

publicado por brpalavrassoltas às 20:45

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2013

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

posts recentes

últ. comentários

  • Muito bom texto, com conteudo e com capacidade par...
  • Não adianta vocês dizerem que acreditam em um deus...
  • Eu já pensei isso, mas tem que levar em consideraç...
  • Cara veronica Carvalho, meu cumprimentos.Li antent...
  • Bom dia :)Este post está em destaque nos "Recortes...
  • Muito bom, Bru, concordo plenamente...As pessoas s...
  • Esse texto é F.O.D.A. E nós.... hum, nós somos exa...
  • Pois é, Bru... é aquilo que disse ontem... muita g...
  • E no caso da imagem colocada? O mamute matou o car...
  • O que dizer? É realmente tudo isso que vc disse......

mais comentados

arquivos

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro